Miomas Intramurais

Miomas Intramurais

Os miomas intramurais são uma espécie de tumor benigno que se instalam e crescem nas paredes internas do útero.

Na maioria dos casos não apresentam sintomas, mas podem causar dores abdominais, alterações no fluxo menstrual e dificuldades para engravidar.

Mioma Intramural causa infertilidade?

Esse assunto gera bastante controvérsia entre os especialistas.

Há quem defenda que os miomas intramurais não afetam de maneira alguma a capacidade reprodutiva das pacientes, enquanto outros profissionais da saúde acreditam que a localização desse tipo benigno de tumor, principalmente nas proximidades das trompas de Falópio, podem sim dificultar o encontro dos óvulos com os espermatozoides.

Em resumo, uma mulher que sofre de miomas intramurais é capaz de engravidar e levar uma gestação normal. Entretanto, nos casos em que os miomas são muito grandes, é possível que o feto encontre dificuldades para se desenvolver.

Logo, é de extrema importância que a mulher diagnosticada com esse tipo de mioma e que deseja engravidar, tenha seu quadro clínico acompanhado por um especialista e que faça os tratamentos adequados.

Possíveis Causas dos Miomas Intramurais:

Os motivos exatos para o aparecimento dos miomas intramurais não são completamente conhecidos. Porém, é sabido que existe uma inter-relação entre o desenvolvimento das lesões com os níveis hormonais femininos, pois os miomas tendem a diminuir durante e depois a menopausa.

Não obstante, alguns fatores de risco foram identificados por especialistas no assunto:

  • Consumo excessivo de álcool
  • Histórico familiar
  • Dieta com excesso de carne vermelha e escassez de vegetais
  • Não ter engravidado
  • Menarca precoce

Tratamentos:

É possível tratar os miomas intramurais de diferentes maneiras que vão depender do estágio da enfermidade e do perfil da paciente.

Existe a via medicamentosa, com a prescrição de anti-inflamatórios ou administração de hormônios. Geralmente tais tratamentos possuem um caráter paliativo e não é incomum que os miomas retornem ou voltem a crescer quando o tratamento é finalizado.

O outro tipo de tratamento é cirúrgico.

Recomenda-se, na maioria dos casos, a oclusão ou embolização da artéria uterina, para interromper a irrigação dos tumores pelos vasos sanguíneos e, dessa forma, extingui-los.

A miomectomia (remoção dos miomas) é outro método que pode ser indicado e, normalmente, é feita por videolaparoscopia ginecológica.

A retirada completa do útero (histerectomia) deve ser levada em consideração apenas em casos extremos e bastante complexos.

Lembre-se que cada situação apresenta suas peculiaridades e o tratamento ideal é individualizado e leva em consideração cada uma das suas particularidades da paciente.

Ao menor sinal de alterações no funcionamento de seu organismo, procure um profissional de sua confiança.

Você pode se interessar:

Tratamentos que oferecemos

Você enfrenta dificuldades para engravidar, algum problema ginecológico ou precisa de acompanhamento obstétrico? Nós estamos aqui para te ajudar! Conheça mais sobre os tratamentos oferecidos

Leia Mais »

Compartilhe:

WhatsApp
Email
Facebook
LinkedIn
Twitter