Gestação previamente afetada por doença genética ou cromossômica

O risco de incidência de trissomias em mulheres que tiveram um feto ou um bebê anteriormente com anomalia cromossômica é maior do que aquele esperado somente por razões de idade materna e gestacional.

Além da idade materna e gestacional, outra informação fundamental para a determinação do risco inicial de trissomias em cada gestação, são os antecedentes obstétricos da gestante. Mulheres com história anterior de feto ou recém-nascido com diagnóstico de anomalia cromossômica apresentam risco maior de recorrência.

Possíveis explicações para essa constatação envolvem a presença de mosaicismo (misturas de células com conjuntos cromossômicos normais e anormais) nas gônadas (ovários e testículos) ou uma susceptibilidade maior a erros no processo da disjunção meiótica (erros na separação dos cromossomos) em um dos genitores. As evidências científicas sugerem que o risco aumentado de recorrência seja cromossomo específico. Assim sendo, na maioria destes casos, o mecanismo envolvido mais provável seria o da presença de mosaicismo em um dos pais.

Em um amplo levantamento multicêntrico, envolvendo 2.054 mulheres que tiveram gravidez anterior com trissomia do cromossomo 21, a recorrência observada em gravidez subsequente foi 0,75% acima do valor esperado em função da idade materna e gestacional. Desta forma, para uma mulher de 25 anos com 12 semanas, o risco aumentaria de 1 em 946 (0,11%) para 1 em 117 (0,86%).

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

Tratamentos que oferecemos

Você enfrenta dificuldades para engravidar, algum problema ginecológico ou precisa de acompanhamento obstétrico? Nós estamos aqui para te ajudar! Conheça mais sobre os tratamentos oferecidos

traumas sexuais afetam a fertilidade

Como traumas sexuais afetam a fertilidade

Este conteúdo fala sobre como traumas sexuais afetam a fertilidade. Aviso de conteúdo sensível: este artigo contém tópicos delicados relacionados à violência sexual e traumas.