Endometriose – Tratamentos – parte 2

Endometriose – Tratamentos – parte 2

Nesta edição, você vai conhecer as outros tratamentos de endometriose.

Cirurgia

A cirurgia para remover aderências, implantes ou endometriomas pode ser necessária para aliviar a dor e contribuir para a fertilidade. Mesmo assim, pode ser impossível erradicar toda a endometriose e às vezes é necessário continuar com uma terapia medicamentosa. Enquanto a maioria das mulheres melhora com os tratamentos, 20% a 50% apresentam sinais e sintomas de recorrência cinco ou até dez anos após a conclusão do tratamento.
Se uma mulher infértil com endometriose falha ao tentar conceber depois do tratamento, deve-se tentar a fertilização in vitro. Mesmo mulheres com doença avançada, que possuem os ovários cercados por aderências, são candidatas à fertilização in vitro.
Para mulheres que não tiveram sucesso com nenhum tratamento e que já constituíram família, os ovários e até mesmo o útero podem ser removidos para aliviar as dores persistentes. Remover ambos os ovários diminui as chances de recorrência, embora o procedimento deixe a mulher com déficit de estrógeno. Pode ser preciso fazer uma reposição hormonal. A recorrência da endometriose durante a reposição é extremamente baixa e os benefícios do hormônio geralmente são maiores do que os potenciais riscos.

Gravidez

Apesar das estatísticas sobre a possibilidade da gravidez curar a endometriose ainda não serem conclusivas, muitos especialistas têm observado que a doença geralmente regride durante a gestação. Os médicos acreditam que o ambiente hormonal produzido na gravidez iniba a doença, que pode voltar depois.
Por outro lado, vale ressaltar que muitas mulheres com endometriose têm dificuldade de engravidar.

Você pode se interessar:

Tratamentos que oferecemos

Você enfrenta dificuldades para engravidar, algum problema ginecológico ou precisa de acompanhamento obstétrico? Nós estamos aqui para te ajudar! Conheça mais sobre os tratamentos oferecidos

Leia Mais »

Compartilhe:

WhatsApp
Email
Facebook
LinkedIn
Twitter